30/05/2020

Amadas Músicas: O que é o vocal gutural?


Fala pessoal, como vão? Espero que bem, mas, sem mais delongas, vamos começar logo esse post!

Hoje quero falar com vocês sobre uma coisa que eu amo e que diria que 235% das pessoas odeiam haha. Quero falar de vocal gutural. Aqueles “gritos” que tem em algumas partes de músicas, ou em algumas músicas inteiras. Geralmente, em bandas de rock.

Mas ao contrário do que vocês estão pensando, não é só encher o peito de ar e sair gritando por aí, até porque assim, você acabaria com suas cordas vocais, e como disse no outro post, elas são instrumentos musicais também!

O gutural é uma técnica vocal que produz um som rouco, grave ou profundo. Essa técnica é feita através do diafragma, que é utilizado na maioria dos estilos para o canto, e que é uma técnica de respiração, juntando com a distorção do som utilizando as pregas vocais e laringe, causando um som grave e rouco, bastante agressivo.

Em 1966, a técnica do gutural foi utilizada pela primeira vez na canção Boris the spider, do segundo álbum da banda inglesa The Who. Logo após, foi adotada por muitas outras bandas, como Black Sabbath e Pink Floyd, e depois virou popular em estilos de rock mais pesados, como death metal, metalcore, black metal, trash metal e afins.

Como disse antes, ela é uma técnica vocal e não prejudica nada da garganta, laringe, esôfago e afins, se - UM GRANDE SE - for feita da forma correta, obviamente. Os efeitos do gutural podem trazer diferentes sonoridades, além de conseguir aumentar o volume da voz. Vou deixar vocês agora com a explicação de cada som e alguns exemplos.

Lembrando que às vezes temos partes guturais nas músicas, outras vezes, temos a música inteira, e por aí vai. Existem outros estilos de gutural, mas esses são os mais conhecidos e utilizados. Além dessas bandas que eu vou citar abaixo, temos também bandas maisconhecidas que utilizam dessa técnica, como por exemplo o Linkin Park, Slipknot, Korn e outras bandas de nu-metal mais conhecidas. Utilizei esses exemplos abaixo por achar que sejam mais fáceis de identificar o gutural.

P.s.: Galerinha nem que vocês não ouçam a musica completa, mas ouçam o suficiente, e com ouvido critico, não com preconceito com o som. Tio Pedro agradece! :)

Algumas das técnicas são:


  • Fry: Utilizada geralmente para grito e aumento de volume.

Conseguimos ver o “grito” por trás em alguns momentos, e num pré-refrão, de forma bem clara.


  • Deth/False chords: Utilizada para “rasgar” a voz na música.
                                             
É bem nítido o momento que a voz “rasga”.


  • Pig Squeal: Uma técnica que produz um som parecido com o grito de um porco.


Já viram um porquinho gritando? É quase isso ai rs


  • Felizmente, conseguimos ouvir os 3 estilos aqui nessa música da Whitechapel: 



Vocês conseguem distinguir?

Gostou? Comenta ai o que você mais gostou dessas bandas, e das formas de gutural. Não gostou? Coloca ai em baixo qual assunto relacionado a música você gostaria que eu trouxesse aqui!

Beijos de luz, se cuidem e fiquem em casa!

Um comentário:

Nos diga o que achou:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...